Informação

Um aroma muito digno, a denotar um justo equilíbrio entre o frutado de base – frutos vermelhos maduros – a afastar-se, e notas de evolução com abertura para frutos silvestres.
O sabor é francamente agradável, com ainda notória fruta vermelha madura, com assinalável frescura, algum mel e boa evolução na boca.
Um BOM vinho sem qualquer sombra de dúvida, para servir entre os 16 e os 18ºC, temperatura a que também foi provado.
Para acompanhar bons queijos, enchidos, bem como várias confecções de carne de vaca, de porco e de borrego, no forno, abundantes no cardápio da região. E ainda vária doçaria em especial a de índole mais conventual.
Mas que se não julgue vedado o acesso a outras iguarias, como o bacalhau e um bom peixe de fundo, de confecção rica no forno.
É, por isso, um vinho verdadeiramente multiuso, de enorme utilidade na garrafeira… e depois, é de para lá do Marão, o que também muito o valoriza.

Vendido por: