O fecho das negociações entre o governo de Moçambique e as petrolíferas para a exploração de gás natural é uma das chaves para reanimar uma economia que está a abrandar. É a convicção de José Augusto Duarte, para quem é vital inverter a tendência de queda do investimento externo num país em que Portugal é um dos principais investidores e criadores de emprego. Sem dramatizar a situação económica, que diz ser conjuntural, o diplomata acredita que “não se pode falar do potencial, sem falar dos problemas.” E é disso que fala nesta conversa com o Económico.

 

Consulte a entrevista.

FONTE: AICEP